Coordenadora Pedagógica

Coordenadora Pedagógica
Coordenadora Pedagógica Maísa

quinta-feira, 30 de maio de 2013

A ARCA DE NINGUÉM

Há muitos anos, houve uma enorme enchente na Terra. Noé construiu uma arca para salvar os animais. O que ninguém sabe é que ele teve muitos problemas para convencer os bichos a entrar na arca. Noé se esqueceu de um pequeno detalhe: perguntar aos bichos o que eles achavam daquela ideia. Esta questão fundamental é levantada por Mariana Caltabiano na inusitada abordagem que a autora escolheu em seu livro, intitulado "Arca de Ninguém.
Vocês já devem ter ouvido a história do Noé, um bom velhinho que construiu uma imensa arca para abrigar os bichos de toda aquela chuvarada que foi o dilúvio. Sabem de quem eu tô falando, né? Pois, vocês não imaginam a confusão que foi para convencer todos eles a ficarem juntos! Colocar rato, gato e cachorro no mesmo barco, não é fácil. E o tigre que não suportava o leão, por este ser muito exibido, se achando o "rei da selva". E quem iria aguentar  dormir com os porcos ao lado, já pensou no mal cheiro? Essa historinha é sobre as diferenças e como lidar com elas!
 Acrescentando aos animais características humanas Mariana fala sobre preconceito sem precisar agir de uma forma chata que vive a derramar lições de moral, mas como alguém que no meio de uma brincadeira consegue transmitir uma bela mensagem. Muita água rolou até os bichos perceberem que estavam todos no mesmo barco e finalmente entrarem na arca para felicidade do velho Noé e dos livros infantis, que anos mais tarde fariam uso de vários animais como personagens centrais de suas histórias.  "Arca de ninguém" apresenta uma narrativa divertida, digna de quem sabe falar às crianças. Uma delícia de texto que recebeu ilustrações à altura: Patrícia Lima transformou a arca de madeira em massinha e recheou o livro de esculturas, imprimindo aos animais ar cômico e cativante.
Veja o livro e depois faça as atividades.

domingo, 19 de maio de 2013

OS PINGOS E A CHUVA

Os sete amigos organizaram-se para uma pescaria. Distribuem as tarefas e cada um faz a sua parte: Pingo-de-Céu traz as varas; Pingo-de-sol, as iscas; Pingo-de-mar, a linha; Pingo-de-fogo, o anzol; Pingo-de-lua, o samburá; Pingo-de-flor, a merenda; e Pingo-de-ouro traz a vontade de pescar. Porém o rio está seco e não há peixe. A nuvem precisa de ajuda para se transformar em chuva. Pingo-de-mar logo fala:
O jeito é pedir ao vento pra duas nuvens ajuntar.
Duas nuvens se juntam. (...) E logo... logo... chove!
Um jeito gostoso de saber mais sobre a natureza e sobre o meio ambiente.

Fazer um diagnóstico para verificar a temática sobre o meio ambiente que mais desperta curiosidade nas crianças (se já há um tema específico elencado, não há necessidade do diagnóstico).
Esse diagnóstico pode ser feito a partir de uma chuva de ideias, onde a professora solicita que os alunos digam os assuntos do meio ambiente que conhecem e que considerem interessantes. A professora anotará todas as ideias no quadro. Depois, falará um pouco sobre cada assunto trazido e perguntará qual das temáticas eles querem aprender com mais profundidade. A escolha pode ser feita por votação.
Concluída a escolha da temática, a professora poderá aplicar uma atividade para fazer o fechamento do diagnóstico, podendo ser um trabalho artístico, uma pesquisa, um painel com gravuras sobre o tema, uma redação, etc. Em seu momento de planejamento, a professora fará uma relação da temática escolhida com os conteúdos de todas as disciplinas que corresponde à série para a qual leciona, e verificará quais assuntos poderão ser associados e inter-relacionados. Feito isto, para cada assunto/conteúdo listado, a professora elabora e planeja atividades a serem desenvolvidas com os alunos.
Na medida em que as atividades vão sendo realizadas, as próprias crianças darão indícios de outros eixos ou temas que podem ser agregados ao que está sendo estudado. Assim, a temática escolhida para estudo será abordada de forma interdisciplinar. É difícil que o assunto estudado se esgote, e provavelmente, no decorrer deste trabalho, surgirá ou emergirá a nova temática de interesse, que igualmente poderá ser abordada em diversas disciplinas.
Fonte: Coletânea de Práticas para Educação Ambiental  - Berenice Gehlen Adams 
 Quer conhecer o livro e as atividades é só clicar

sábado, 11 de maio de 2013

OS PINGOS E OS AMIGOS


Mary e Eliardo França já publicaram mais de 300 títulos, em quatro décadas. Adotados em escolas brasileiras, na Europa, América do norte e África.
Mary escreve e Eliardo ilustra. A coleção Pingos é uma ideia maravilhosa para adotar em sala de aula e fazer parte da biblioteca escolar.
         Nesse livro, OS PINGOS E OS AMIGOS, eles se reúnem para formar um conjunto musical. Quantos são? Observadores, eles vão brincando e mostrando a você os números, suas quantidades e seus amigos.
         Deve-se ressaltar que a análise e o acompanhamento do professor durante a realização  das atividades  são absolutamente  importantes. Será com  sua competência e experiência, que diagnosticará os avanços e as dificuldades dos alunos. Quando o aluno não consegue realizar alguma atividade, professor deverá retroceder a um nível de dificuldade anterior. Ao longo das atividades terá o propósito de identificar os êxitos e fragilidades do aluno para ajudá-lo em sua aprendizagem.
         Note-se  que,  nesta  perspectiva,  o  professor  tem  condições  efetivas  de  avaliar  o aluno em sua inteireza, isto é, em sua dimensão social, psíquica, cognitiva e afetiva.  O professor será  capaz  de  pensar,  desenvolver  e  executar  atividades significativas  que efetivamente  correspondam  ao  nível  de  desenvolvimento  dos alunos  relativamente  à aquisição da leitura e da escrita.
         Nas atividades podemos explorar letras maiúsculas e minúsculas. As variações podem ser  feitas  com  o  nome  do  aluno  ou  com  as  palavras  que  estão  sendo  trabalhadas  na  aula, vogais,  consoantes,  etc.  No gerenciamento  das atividade o professor poderá explorar diversos formatos, ou seja, trabalhar as sílabas iniciais, sílaba finais, dentre outras possibilidades. Vejam o livro e as atividades.