Coordenadora Pedagógica

Coordenadora Pedagógica
Coordenadora Pedagógica Maísa

domingo, 24 de junho de 2012

QUE BICHO SERÁ QUE A COBRA COMEU?


Escritor: Angelo Machado
Ilustrador: Roger Mello
Editora: Nova Fronteira Parad
Gênero: Literatura Infantil
Ano: 1997

Prêmio Jabuti, pela Câmera Brasileira do Livro – Melhor Ilustração. Selecionado para o Projeto Cantinho da leitura da Secretaria de  Educação de Minas Gerais.
Sinopse do livro: Que Bicho Será Que a Cobra Comeu?

Que bicho será que a cobra comeu? A cobra está morta ou dormindo? Quais filhotes estão faltando? Estes são alguns dos problemas que preocupam os personagens do livro, cujo principal objetivo é aguçar a curiosidade das crianças nessa idade em que, como pequenos cientistas, gastam grande parte de sua energia na complexa tarefa de descobrir como é o mundo e para que servem as coisas.
O livro em questão incentiva as crianças a descobrirem que animal está na barriga da cobra, além de possibilitar a contagem, sendo que no decorrer da leitura os bichos contam seus filhotes para ver se está faltando algum... É uma história muito divertida e curiosa. Vale apena levar para a roda de leitura, pois abre um leque de possibilidades de trabalho significativo com os pequenos.
Escolhi este livro por que a primeira ilustração em página dupla com a imagem da cobra dormindo já vai encantar a criançada e despertar o interesse pelo livro. E, ainda em duas páginas, a imagem da pata com seus patinhos vai prender a atenção deles. Eis um livro atraente em vários aspectos. Nele, o visual e o verbal se relacionam em perfeita interação. Os pequenos serão envolvidos na história pela pergunta básica: __Que bicho será que a cobra comeu? Aguçada a curiosidade, a busca da resposta vai requerer observação visual, porque o texto verbal não irá responder. É preciso saber olhar para descobrir. A pergunta exige, além da observação, raciocínio simples, daqueles que excitam a imaginação infantil e empolgam quem for capaz de fazer a descoberta. A busca da resposta deflagra um processo eliminatório de possibilidades. Que bicho foi devorado? A pata ficou preocupada. Contou os patinhos: 1, 2, 3, 4,5. Não faltava nenhum. Essa estrutura de pergunta e contagem serão repetidas na eliminação de outras possíveis vítimas da cobra. O passarinho, a coelha, a galinha contam os filhotes. Estavam todos lá. Nenhum deles foi devorado. Então, o bicho dentro da cobra emite um som e pula. Pela imagem é que se sabe como se move o bicho dentro da devoradora e até se pode ver como ela salta de dentro dela. Só na última página vai ser esclarecido o mistério.
Vale a pena conferir. É só clicar.

domingo, 10 de junho de 2012

FOFINHO

Escritora: Teresa Noronha
Ilustradora: Sandra Aymone
Editora: Ática
Nº de páginas:24
Série: Lagarta Pintada
Ano:1991
Edição: 5ª


Este livro é fofinho mesmo! Conta a história de uma menina chamada Mariana que ganhou um presente muito especial. Um pintinho muito curioso, que resolveu chamar de Fofinho. Um dia, ele fugiu do caixote e foi para o quintal. Fofinho vivia sozinho e queria muito ter uma família. Ele encontrou um patinho e perguntou o que ele fazia. Pensou que também fosse um patinho, mas descobriu que não sabia nadar. Continuou andando e viu um cachorro. Aí, tentou latir, mas percebeu que também não era um cachorro. Assim fez com uma abelha e até com um balde! Cansado, e parou de fazer perguntas. Até que um dia achou um animal muito interessante. Será que ele encontrou sua família?
Fofinho é um pintinho em busca de sua identidade. Ao longo de sua busca, Fofinho conhece vários outros animais até que finalmente descobre quem é.
Com este
livro montei algumas atividades. Espero que gostem e utilizem com suas crianças, com certeza elas irão gostar muito.

Momentos de aprendizagem fofinha para vocês!

quinta-feira, 7 de junho de 2012


Título da obra: Os Primeiros Voos do Menino

Autor: Elias José
Ilustração: Daisy Startari
Ano publicação:1986
Nº de página:15
Coleção: Puxa – Puxa

Sinopse - Os Primeiros Voos do Menino - Elias José

O experiente autor Elias José faz uma viagem no universo infantil para mostrar que cada gesto, cada desenho, cada fala de uma criança tem um significado. Os pais ou responsáveis e os professores devem saber acolher e valorizar essas habilidades, isso contribuirá para formar uma pessoa segura, ciente de seus objetivos.
Assim é a história de Marcelinho, suas descobertas e sua imaginação, que tem asas, e assim sai conjugando o que vê e o que sonha numa prazerosa viagem pelo imaginário. Seus achados com a língua portuguesa, seus desenhos com letras são a prova de que a educação pode ser gostosa e divertida. As imagens de Daisy Startari reforçam a importância da criação na construção do saber
infantil.
Mergulhar nesta história cheia de descobertas é realmente um prazer! Deixar-se vencer pela imaginação e seguir seu curso torna a todos criança outra vez, e essa experiência é mágica e repleta de gostosuras!

OBS: não se esqueça de colocar para as crianças que com a reforma ortográfica “voo” perdeu o acento.

Colegas estou postando este livro encantador! Fiz algumas atividades, espero que gostem!

Voem numa grande viagem de aprendizagem!

sábado, 2 de junho de 2012

A CIGARRA E O GRILO

Olá colegas!
 
Estou postando algumas atividades sobre o livro A Cigarra e o Grilo, o passo a passo da aula. Sabemos que a alfabetização é um processo de construção de hipótese sobre o funcionamento e as regras de geração do sistema alfabético de escrita; por isso, a estratégia necessária para o aluno se alfabetizar não é a memorização, mas a reflexão sobre a escrita. Isto quer dizer que o sistema alfabético de escrita é um conteúdo complexo, e para compreendê-lo não basta memorizar infinitas famílias silábicas, é preciso um processo sistemático de reflexão sobre suas características e sobre o seu funcionamento. As crianças se alfabetizam à medida que são convidadas a escrever e a ler, mesmo quando anda não o fazem convencionalmente. Reconhecer a natureza conceitual do processo de alfabetização e a necessidade de a língua entrar na escola da mesma forma que existe vida afora é condição para planejar boas situações de aprendizagem.
Categoria: Literatura Infanto-Juvenil
Autor: Lucia Pimentel Goes
Ilustradora: Naomy Kuroda
Coleção Escadinha. Série dois graus
Editora: Do Brasil
Edição: 1a
Acabamento: Brochura
Formato: Pequeno
Ano: 1986
Páginas: 24
Sinopse: A cigarra, muito feliz, vivia cantando, alegrando a natureza. Cantava de noite e de dia, no verão e no inverno. As formigas achavam que a cigarra era preguiçosa. Certo dia, a cigarra vai pedir comida na casa da formiga, e esta, muito contrariada, bate-lhe a porta na cara. Mas a cigarra não desiste resolve ir para a floresta e encontra o parceiro ideal para sua cantoria: o grilo, ela junta-se a ele. O que fará para continuar a cantoria? Com ilustrações coloridas, o livro apresenta diversos instrumentos da orquestra.
Boas situações de aprendizagem!!