Coordenadora Pedagógica

Coordenadora Pedagógica
Coordenadora Pedagógica Maísa

sábado, 17 de março de 2012

O CARACOL VIAJANTE

Pesquisas do mundo todo mostram que a criança que lê e tem contato com a literatura desde cedo, é beneficiada em diversos sentidos: ela aprende melhor, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor de forma geral. Por meio da leitura, a criança desenvolve a criatividade, a imaginação e adquire cultura, conhecimentos e valores.
Desde pequenas, as crianças devem se sentir motivadas a ler. Elas precisam perceber a leitura como um desafio interessante e prazeroso.
Este livro conta a história de um caracol muito interessante. Um caracol que gosta muito de viajar e demora muito para chegar aonde ele quer ir. A vida do caracol Rodolfo é uma grande viagem. Vencendo as dificuldades, ele trilha seu caminho com paciência, coragem, encantamento e fazendo amigos.  Escrito por Sônia Junqueira e ilustrado por Michele é da Editora Ática. Este livro é muito lindo porque o caracol viajante ensina que cada um faz seu próprio caminho.
Portanto, cabe ao professor:
Oportunizar aos alunos o convívio diverso e intenso em situações de leitura e escrita, a fim de aumentar o letramento e facilitar assim o processo da alfabetização dos alunos;
Ser parceiro dos alunos encorajando-os a falar e escrever as suas ideias (desejos, tristezas, alegrias) para conhecer o nível conceitual, leitura de mundo e suas dificuldades, intervindo adequadamente, quando necessário, os fazendo avançarem; confira as atividades, desenvolvidas especialmente para ajudar você a despertar em seus alunos o gosto pelos livros e garantir que eles consigam ler e entender os mais diversos tipos de texto. BOA LEITURA!
Quer ver as atividades clique aqui.

A GALINHA DO VIZINHO

Desde muito pequenas as crianças adoram as cantigas, quadrinhas, parlendas, e demonstram muita facilidade em memorizá-las, passando a cantá-las ou declamá-las em vários momentos. Além de serem textos ricos por trazerem consigo a cultura dos países, regiões e momentos históricos em que foram criados e por terem sido transmitidas geração após geração como um tesouro cultural, esses textos são privilegiados para promover a aquisição de vocabulário e, na alfabetização, permitirem a correspondência entre a escrita e a sua leitura, pois por serem familiares às crianças, ajudam-nas a não se preocuparem com o conteúdo (que já é conhecido) e focalizar sua atenção à forma da escrita.
Formar leitores é uma tarefa que começa antes mesmo da alfabetização e se estende por toda a vida escolar. Pensando nisso, preparei algumas atividades sobre a parlenda A GALINHA DO VIZINHO, confira as atividades, desenvolvidas especialmente para ajudar você a despertar em seus alunos o gosto pelas parlendas e garantir que eles consigam ler e entender os mais diversos tipos de texto.
Bom trabalho!
Portanto, cabe ao professor :
• realizar rotina de leituras diárias e variadas da Parlenda: leitura pelo professor, leitura compartilhada (professor e aluno), leitura coletiva (vinculada ao prazer, a descontração), leitura virtual pelos alunos (pseudo-leitura), leitura dirigida (o aluno utiliza seus conhecimentos de escrita para localizar e ler palavras desconhecidas), leitura individual...;
• trabalhar a “consciência fonológica” retirando da Parlenda sons de letras, sílabas, rimas de algumas palavras;
• organizar situações didáticas de escrita como escrita coletiva das Parlendas conhecidas, títulos das parlendas, favorecer a reflexão dos alunos sobre a escrita deles fazendo comparações entre início e fim de palavras;
• propor atividades como: lacunado (abrir lacunados no texto para escrever palavras que faltam na Parlenda),caça-letra e caça-palavra (circular letras e palavras na Parlenda), ordenação de tirinhas (recortar cada verso da Parlenda e reordená-los colando numa folha de papel) e cruzadinhas com palavras e figuras da Parlenda;
• pesquisar Parlendas em fontes variadas e produzir “cartaz sanfonado” de Parlendas,
• expor para os colegas.
Orientações Didáticas
• Expor em cartaz na sala de aula a parlenda e ler várias vezes (professor);
• Levantamento dos conhecimentos dos alunos sobre o texto;
• Realização de leitura virtual pelos alunos;
• Domínio oral do texto pelos alunos;
• Realização de cópia da parlenda;
• Execução de trabalho de consciência fonológica (letras, palavras e rimas);
• Investigação de outras parlendas;
• Produção do livro das parlendas com capa ilustrada (coletânea de escritas dos alunos com essa modalidade textual.);
• Exposição dos textos e livros;
• Concurso de parlendas ( falar sem tropeçar nas palavras);
• Realização de atividades escritas: lacunados, ordenações de tirinhas, caça-letras, pintar as rimas com lápis coloridos etc.